• Dicas de mochilas para bebês e crianças – volta as aulas

    As férias estão acabando, então já é hora de começar a ver os itens que seu bebê precisará levar na escola. Eu fico bebê, pois estou este post é para quem optou de deixar o bebê em uma escola ou atmbe’m para aquelas mães que buscam uma mochila pequena para rápidos passeios! Nada mais divertido […]
  • 16 Alimentos que crianças até dois anos de idade não devem ingerir

    Cuidar da alimentação dos pequenos não é nada simples. Especialmente em tempos onde a indústria alimentícia maquia seus produtos como nutritivos e incentivam os pais à compra para “facilitar” o dia a dia. Há, também, a dúvida dos pais na hora de alimentar as crianças logo depois que passam pela fase de amamentação. Quando os bebês […]
  • Como e quando tirar a chupeta do bebê

    Quando e como devemos tirar a chupeta de um bebê?! Essa é uma grande dúvida de mamães! Eu já passei por isso duas vezes, então tenho um pouco de experiência no assunto! É claro que cada criança é diferente, então não vamos criar padrões e regras! Meu intuito com esse Post é dividir com vocês […]

Dicas de mochilas para bebês e crianças – volta as aulas

As férias estão acabando, então já é hora de começar a ver os itens que seu bebê precisará levar na escola. Eu fico bebê, pois estou este post é para quem optou de deixar o bebê em uma escola ou atmbe’m para aquelas mães que buscam uma mochila pequena para rápidos passeios!

Nada mais divertido e lúdico do que uma mochilas com estampas e bichinhos não é?! Eu separei algumas marcas que vendem nos Estados Unidos e que fazem um super sucesso! Veja que graça:

  1. Skip Hop

A marca Skip Hop é super famosa entre os Brasileiros! Agora eles lançaram outros personagens, que são super fofos! O preço é bem bacana e a qualidade é ótimo! Tem opção dela versão maior, ou também versão menor, que serve como uma lancheira, pois é térmica! www.skiphop.com

Mochila para volta as aulas 5

2. The Land of Nod

Essa marca não é tão conhecida no Brasil, porém é bem forte nos EUA. É um conceito mais lúdico e despojado! O preço também é bacana! Só vende online! www.thelandofnod.com

Mochila para volta as aulas

3. Bixbee

Conheci essa marca durante a minha visita a Feira de Las Vegas para bebê no ano passado. Fiz um post aqui e aqui. Amei o conceito da marca! Alguns modelos vem com luzes de LED que as crianças adoram! E você também pode personalizar! Só vende online! www.bixbee.com

Mochila para volta as aulas 2

4. Pottery Barn Kids

Super famosa entre os Brasileiros também a Pottery Barn Kids tem lancheiras e mochilas super lindas!!! Eu sou super fã! Você também pode personalizar com as iniciais ou o nome do seu filho! www.potterybarnkids.com

Mochila para volta as aulas 3

Elas todas vendem nos Estados Unidos, mas se você não tem uma viagem marcada para cá, podemos enviar a você no Brasil pela Mommy’s Concierge To Go!

Tags:, , , , ,

sem comentários Comente!

16 Alimentos que crianças até dois anos de idade não devem ingerir

Cuidar da alimentação dos pequenos não é nada simples. Especialmente em tempos onde a indústria alimentícia maquia seus produtos como nutritivos e incentivam os pais à compra para “facilitar” o dia a dia. Há, também, a dúvida dos pais na hora de alimentar as crianças logo depois que passam pela fase de amamentação. Quando os bebês chegam aos 12 meses, além de criarem mais autonomia pela curiosidade de experimentarem novos sabores, existem os vovôs e vovós, tios, tias, padrinhos, madrinhas e mais um monte de gente que vai querer alimentá-los com “comidinhas gostosas”, acreditando ser um agrado saudável.

Por isso, é importante a orientação de profissionais ou, pelo modo mais rápido, buscar informações em sites com fontes confiáveis e estar sempre alerta e saber o que dar de comer para as crianças.

Dentro do universo da comida, há uma série de alimentos que não devem ser ingeridos até que a criança complete dois anos de idade. Portanto, é importante ler a embalagem dos rótulos para saber a composição e observar a idade indicada para consumo.

16 Alimentos que crianças até dois anos de idade não devem ingerir

A seguir, confira o porque esses 16 alimentos que devem ser definitivamente eliminados da alimentação das crianças até completarem o segundo ano de vida.

  1. Chocolate

Deixe de lado a tentação. Chocolate é rico em açúcar, cafeína, possui alto teor de gordura e pode causar alergia e problemas gastrointestinais. É um alimento que contém oxalato de cálcio, uma substância que pode causar o aparecimento de cálculo renal no organismo. De acordo com a nutricionista Susy Graff, Apesar do chocolate ser um alimento energético e rico em cálcio, ele não oferece benefícios na dieta infantil: “Chocolate não é uma fruta. O excesso pode causar aumento de colesterol e peso e trazer alguns problemas de saúde”, explica Susy. Portanto, o consumo deste alimento deve ser evitado, ao máximo, até os dois anos de idade.

alimentação para bebê 2016-07-15 at 10.10.13 AM

  1. Balas, pirulitos

O açúcar em excesso é um perigo! E não só para a saúde bucal. A ingestão destes alimentos pode deixar as crianças pequenas irritadas e dispersivas. Além de provocar maior concentração de insulina no sangue, balas e pirulitos (e outros doces com açúcar), também aumentam a quantidade de adrenalina. Este hormônio em excesso para os pequenos, pode provocar ansiedade, excitação e dificuldade de concentração. Fora o perigo da criança engasgar… Balas, pirulitos e outras porcarias do tipo: não!

alimentação para bebê 2016-07-15 at 10.10.35 AM

  1. Achocolatado

O leite materno é a melhor opção, claro. O caso do achocolatado é parecido com o chocolate em termos de ingestão, consequências alérgicas e quantidade de açúcar. O ideal é que você busque outro ingrediente para preparar o “tetê” do neném. Em alguns produtos, os fabricantes alertam os consumidores para que o consumo deste alimento não seja feito por crianças antes dos 3 anos de idade

  1. Café

Este item pode parecer óbvio, mas já vi papais e mamães darem café para os pequenos naturalmente. Mas não! Por ser rico em cafeína, o café é estimulante e provoca a dilatação dos vasos sanguíneos, aumenta a circulação, acelera os batimentos cardíacos e a atividade cerebral. Segundo a nutricionista e educadora Flávia Molina, apenas crianças acima de seis anos estão prontas para experimentarem os primeiros goles de café. Ainda assim, o melhor é não estimular o consumo deste alimento tão cedo para não atrapalhar no crescimento nem interferir no aprendizado.

  1. Salgadinhos, biscoitos e bolachas doces e recheadas

Reunião de porcarias: alimentos industrializados ricos em sódio, ingredientes transgênicos, glutamatos, corantes e gorduras. Trazem sérios riscos para as crianças podendo provocar, mais tarde, doenças como obesidade, hipertensão, colesterol e triglicérides. Evite ao máximo! Açúcar é um veneno.

alimentação para bebê 2016-07-15 at 10.14.32 AM

  1. Embutidos (peito de peru, salsicha, mortadela, presunto, salame)

É tudo ruim: riquíssimos em sódio, gorduras, conservantes, corantes, nitrato (substância que dá a cor avermelhada e é altamente cancerígena). Independente da idade, estes alimentos fazem mal pra caramba. Não dê às crianças e aproveite para evitar o consumo e cuidar da sua saúde também. Prefira combinar pães com queijos frescos. Quanto menos embutidos na vida, melhor.

  1. Refrigerante

Benefício zero para qualquer idade. São ricos em açúcar, corantes, conservantes, sódio e outros químicos. Os refrigerantes do tipo cola contém cafeína e estimulam a falta de concentração, desencadeiam a excitação, prejudicam o sono e causam nervosismo às crianças. Evite você e as crianças! Saiba mais sobre os malefícios desta porcaria aqui.

  1. Bebidas achocolatadas prontas

Alimentos industrializados sempre vão estar na lista vermelha. Os achocolatados prontos fazem parte dos alimentos que devem ser excluídos da dieta dos pequenos. Além de ser um produto fake, não possui nenhum benefício: é cheio de gordura, conservantes, aromatizantes e açúcar. Ou seja, deixe a preguiça de lado e prepare um leite batido com frutas bem gostoso!

  1. Bebidas lácteas

Quase todos os tipos de bebida láctea não trazem benefício nenhum à saúde das crianças. Coloridas artificialmente, com emulsificante de sabor, estes alimentos são ricos em açúcar, conservantes e outros químicos. Depois dos 2 anos de idade, prefira os iogurtes naturais feito em casa ou busque por marcas que vendem o alimento batido e sem conservantes. Optando por estes produtos de verdade, lembre-se de estimular a imaginação e preparar coisinhas gostosas para as crianças.

  1. Leite fermentado

Alimentos industrializados e ricos em açúcar devem ser evitados ao máximo até que a criança seja, naturalmente, apresentada a este universo. Além disso, o consumo de leite fermentado pode causar reações alérgicas e uma interferência precoce na aceitação de outros alimentos. O melhor é que o leite fermentado apareça na vida dos pequenos apenas depois dos dois anos de idade.

  1. Bebida à base de soja

Devemos frisar que o leite materno deve ser o único alimento dos bebês até 6 meses de idade. O leite de soja contém quantidade insuficiente de cálcio e deficiências de certos nutrientes para o desenvolvimento do neném como cálcio, carboidrato e gordura saudável, além de não conter metionina, aminoácido responsável pela redução dos níveis de colesterol no sangue e na remoção de restos tóxicos do fígado. Antes de 1 ano de idade, o extrato de soja pode causar alergia e deficiência nutricional. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, produtos à base de soja só devem ser consumidos após 2 anos de idade.

  1. Petit Suisse

 

Tem nada de bom nestas sobremesas rosinhas . Mais uma vez: é industrializado, contém corante, conservantes, emulsificante de sabor, gordura, açúcar e a coloração só serve como atrativo para o consumo das crianças. Benefício zero!

alimentação para bebê 2016-07-15 at 10.12.30 AM

  1. Sucos industrializados com açúcar

 

Além de ter uma composição sem benefícios para os menores de 2 anos, estes sucos não são nem um pouco saudáveis e de frutas não há nada. Já falamos aqui no Comendo com os Olhos sobre o tema e a reação das crianças ao descobrirem do que suas bebidas favoritas são feitas de verdade. Confira aqui.

  1. Comidas prontas industrializadas (nuggets, hambúrgueres, almôndegas, lasanhas, etc)

 

A grande maioria destes alimentos não tem nenhum valor nutricional, não são fontes de proteína, são ricos em sódio e gordura trans. O ideal é que você dedique um tempo para preparar uma alimentação saudável ao invés de render-se à praticidade da alimentação preguiçosa. O caseiro nunca vai deixar de ser a melhor opção.

hero_pdt_6_nuggets_no_sauce

  1. Gelatina

A gelatina é um alimento pouco valor nutritivo, com muito açúcar e corantes. O ideal é que as crianças consumam apenas depois dos dois anos de idade.

alimentação para bebê 2016-07-15 at 10.10.54 AM

  1. Macarrão instantâneo

 

De novo: alimentos industrializados sem nenhum valor nutritivo. Além disso, o macarrão instantâneo contém altíssimo teor de sódio , que pode causar danos aos rins, conservantes, adoçantes e uma série de aditivos químicos totalmente dispensáveis para pessoinhas que estão começando a desenvolver uma
vida neste planeta.

Fonte: Comendo com os olhos

Tags:, , , ,

sem comentários Comente!

Como e quando tirar a chupeta do bebê

Quando e como devemos tirar a chupeta de um bebê?! Essa é uma grande dúvida de mamães! Eu já passei por isso duas vezes, então tenho um pouco de experiência no assunto! É claro que cada criança é diferente, então não vamos criar padrões e regras! Meu intuito com esse Post é dividir com vocês a minha experiência e dados pesquisados!

Tirar a chupeta do bebê 1

 

“A Associação Brasileira de Odontopediatria e o Ministério da Saúde recomendam que a idade de 3 anos seja a época limite para a eliminação do uso de chupeta. Entretanto, reconhecem que o ideal seria remover gradualmente esse hábito até os 2 anos”, esclarece a odontopediatra Maria de Lourdes. Quanto mais cedo a chupeta for banida, maiores as chances de auto-correção de possíveis desarmonias nas arcadas dentárias devido ao uso do acessório. Vários especialistas concordam que o adeus ao biquinho deve ocorrer nessa idade, que coincide com o fim da fase oral. “Espera-se que a partir de 2 e meio, 3 anos, a criança, que já está envolvida em atividades diversas, comece a se desligar do hábito de chupar chupeta, porque tem outros interesses”, diz a psicóloga Lucia Marmulsztejn

No meu caso aconteceu exatamente nesta época. O meu primeiro filho eu tirei com 2 anos e meio! Ele amava a chupeta!! Andava com uma na boca e duas nas mãos hehe!! Eu tentei fazer vários métodos que eu pesquisei, mas nada adiantou! Quando fui ao dentista e ela me mostrou como os dentinhos dele estavam indo para frente, eu fiquei muito preocupada. Resultado: chegando em casa joguei todas as chupetas foras! Sim, tudo de uma vez, sem volta! Vou confessar que nos dois primeiros dias foi difícil, mas no terceiro dia ele nem perguntava mais sobre a chupeta!! Segui os conselhos da dentista deles e deu certo!

Tirar a chupeta do bebê 2

Já no meu segundo filho, quando completou os dois anos, fiz da mesma forma e funcionou perfeitamente!!! Foi até mais fácil porque o mais velho ajudava incentivando com palavras! Mas que fique claro, eu não sou contra o uso de chupetas, pelo contrário, acho super válido!! Acalma o bebê, ajuda na sucção, estimula os músculos da boca, etc… O que eu não acho certo é usar por muito tempo! Na minha opinião até dois anos acho uma fase OK para usar chupeta!

Mas a chupeta prejudica a fala?

Que fique claro: nem toda criança que usa chupeta obrigatoriamente terá problemas para articular as palavras. E nem todos que desenvolvem esse tipo de distúrbio podem culpar a chupeta. Porém, quando esse recurso se torna freqüente, ele pode alterar a mordida – aí, sim, existe a possibilidade de a fala ser prejudicada. Além disso, nessa fase em que a criança está aumentando sua comunicação verbal, é bom deixar o caminho livre para ela se expressar.

“A chupeta, quando usada o tempo todo, vira uma rolha, impedindo-a de falar”, lembra a fonoaudióloga Jacy Perissinoto, da Universidade Federal de São Paulo. E eu concordo super com ela!


Quais são os tamanhos, formatos de bico e materiais mais indicados?

Para cada faixa etária, há um tamanho de bico recomendado. Ler as especificações na embalagem antes de comprar garante que a mamãe leve o modelo adequado à idade do seu bebê. Quanto ao formato do bico, a preferência deve ser sempre pelos ortodônticos, menos prejudiciais aos dentes. Escolha produtos com BPA Free. Importante também escolher chupetas cuja parte que fica fora da boca seja anatômica e com algumas características especiais. “O suporte de sustentação do bico deve ser amplo, o que diminui o risco de ingestão, e vazado, para prevenir uma eventual asfixia e minimizar as dermatites de contato, causadas pela saliva retida entre o acessório e a pele”, avisa o pediatra Wilson Salgado Junior.

Dependendo da marca os tamanhos mudam, mas coloquei um exemplo da marca de chupetas Avent, que é umas mais vendidas! Conforme o bebê for crescendo, você vai tocando o tamanho da chupeta!

 

Eu sou da seguinte teoria, se as empresa não fazem chupetas para idades maiores, deve ter alguma razão para isso! Veja com o pediatra e dentista do seu filho antes de tomar qualquer atitude para retirar elas! Eles são as melhores pessoas que podem ter orientar, pois conhecem bem o seu filho! 🙂

 

 

 

 


Tags:, , ,

sem comentários Comente!