• Carrinhos de bebê compactos que entram dentro do avião

    Hoje em dia as mamães estão buscando praticidade, qualidade e tamanho na hora de comprar o carrinho de bebê! E alguns dos carrinhos mais em alta hoje em dia são os compactos que você pode levar no avião, de tão pequeno que eles ficam! Fiz um post no Instagram @mommysconcierge e muitas pessoas ficaram interessadas! Então […]

Simples Wishes: produtos feitos de mães para mães

A Simple Wishes é uma empresa americana fundada em 2010 pelas irmãs Debra, Joy, Keren e Lydia, quatro mulheres independentes e mães de seis crianças ao todo, para desenvolver produtos que oferecem praticidade e conforto para as mães amamentarem seus bebês, com todo amor e carinho.

Hoje, os produtos Simple Wishes são sucesso de vendas nos EUA e Canadá, e conquistaram fãs até entre as celebridades internacionais, como Camila Alves, Angelina Jolie, Jessica Alba, Ashlee Simpson, entre outras.

E chega ao Brasil, trazendo toda a versatilidade, conforto e elegância de sua completa linha de produtos, para que as mamães possam desfrutar da maternidade, esse momento tão especial.

Simple wishes 7

Os bustiês Simple Wishes são os únicos que oferecem conforto e liberdade de movimentos durante a extração do leite e a amamentação, e ainda valorizam a beleza feminina, auxiliando as mães a transformar minutos ou mesmo horas gastas com extração diária, em tempo valioso para outras atividades. Agora, com Simple Wishes, cuidar do bebê ficou simples assim.

Simple wishes

Simple Wishes B3

Achei bem legal esse lançamento deles!

Simple wishes 1

 

Trata-se de um sutiã 3 em 1: ele é Top modelador, Sutiã de Amamentação e Bustiê para a Extração do Leite, com muito estilo, conforto e liberdade. Veja como funciona:

Multifuncional e confortável: permite amamentar e extrair o leite simultaneamente ou não, e pode ser usado o dia todo, garantindo o que as mulheres que amamentam mais desejam: tempo.

simple wishes 6

Atraente e moderno: design inovador e versátil, que reforça a beleza feminina, e como está disponível em diversas cores,  torna-se peça essencial no guarda- roupa da mamãe.

Firme: com a alça central removível, permite criar um terceiro ponto de apoio, dando mais segurança aos seios e aos frascos de leite.

Sustentável e resistente: produto certificado segundo a OEKO-TEX Standard 100, que garante a ausência de qualquer substância nociva ao ser humano e ao meio ambiente em todas as fases da produção, reduzindo assim a exposição das mães à toxinas como os pesticidas e os inseticidas. E por não conter produtos corrosivos em sua fabricação, a durabilidade é maior.

Funcional: pode ser utilizado com qualquer modelo de bomba de extração, no mercado.

simple wishes 5

Além dos sutiãs, a Simple Wishes também que outros produtos destinados as mamães durante a amamentação! E no site deles tem uma sessão de parceiros, onde você pode encontrar bombas de tirar leite par alugar!

Para mais informações, acesse: www.simplewishes.com.br ou envie  um email para contato@simplewishes.com.br.

Todas os leitores do Blog Mommy’s Concierge tem um desconto de 10% na hora da compra de qualquer produto da Simple Wishes! Basta colocar o código MOMMYCONS ao final da compra!

Tags:,

1 comentário Comente!

Mommy’s Concierge no Blog Viva Miami

Olá queridos!

Esta semana eu dei uma entrevista ao Blog Viva Miami. Sei que muitos leitores acabam não sabendo sobre o nosso serviço. Nesta matéria eu conto como a Mommy’s Concierge começou, como funciona, clientes famosas que já atendemos… está bem legal!

Blog Viva Miami

Hoje quero apresentar minha amiga Lory Buffara, dona de uma empresa de consultoria de compras para enxoval de bebê aqui em Miami. Dedicada, ama o que faz e é sucesso absoluto! Confira um relato escrito por ela mesma especialmente para o blog Viva Miami! – É com você Lory… (clique aqui para ler a matéria completa).

Mommys Concierge

 

Para que gosta de Miami – assim com eu e a Vanessa, não deixe de ver as melhores dicas da cidade no Blog Viva Miami.

 

Tags:,

2 comentários Comente!

Alimentação Complementar para bebês

Nos primeiros seis meses de vida o aleitamento materno exclusivo é a forma de alimentação recomendada, não sendo necessária a oferta de outros alimentos, nem mesmo água ou chás.  A partir dos seis meses, o consumo exclusivo de leite materno não supre todas as necessidades nutricionais da criança, sendo necessária a introdução de alimentos complementares. Também é a partir dessa idade que a maioria das crianças atinge estágio de desenvolvimento geral e neurológico (mastigação, deglutição, digestão e excreção), que as habilitam a receber outros alimentos além do leite materno.

image

 

A introdução precoce de alimentos não é indicada, pois diminui a duração do aleitamento materno, interfere na absorção de nutrientes importantes do leite materno, aumenta o risco de contaminação e de reações alérgicas. Por outro lado, a introdução tardia de alimentos é desfavorável, pois o aleitamento materno exclusivo não atende às necessidades energéticas do lactente após os 6 meses  e leva à desaceleração do crescimento da criança, aumentando o risco de desnutrição e de deficiência de micronutrientes.

 

image 2

Os alimentos complementares devem ser introduzidos de forma gradual, um de cada vez, para que a criança possa reconhecer e aceitar o novo sabor. A rejeição de alimentos novos é muito comum, mas a mãe não deve considerar isso como uma aversão permanente e deve oferecer o alimento novamente em uma outra ocasião. O oferecimento do alimento para a criança deve ser feito de forma paciente, a criança não deve ser forçada a se alimentar, devendo-se respeitar a sensação de saciedade, e em ambiente tranquilo, que não distraia a criança da refeição.

As frutas devem ser oferecidas nesta idade, preferencialmente sob a forma de papas e sucos. O tipo de fruta a ser oferecido terá de respeitar as características regionais, custo, estação do ano e a presença de fibras, lembrando que nenhuma fruta é contra-indicada. Os sucos naturais devem ser usados preferencialmente após as refeições principais, e não em substituição a estas, em uma dose máxima de 100ml/dia.

A primeira papa principal deve ser oferecida a partir do sexto mês, no horário de almoço ou jantar, conforme o horário que a família estiver reunida, completando se a refeição com o leite materno até que a criança se mostre saciada apenas com a papa. A segunda papa principal será, oferecida a partir do sétimo mês de vida. Não refogar a papa com óleo, nem use caldos ou tabletes de carne industrializados, legumes ou quaisquer condimentos industrializados nas preparações.

image 3

Há muitas dúvidas quanto à introdução de carnes e peixes; ao se introduzirem os alimentos complementares, é importante que já se inclua a carne para garantir o zinco e o ferro de boa disponibilidade. Muitas vezes as mães têm receio de que a criança não consiga triturar os pedaços de carne, ou que possa engasgar, mas os movimentos orofaciais e a pressão das gengivas iniciam o processo mastigatório e a criança  têm defesas motoras, o que o faz expelir os alimentos que não conseguem engolir. O peixe pode ser introduzido desde o início, pois possibilidade de alergia a esse alimento na população é sempre menos comum.

 

A papinha deve ser amassada, sem peneirar ou liquidificar, para que sejam aproveitadas as fibras dos alimentos e fique na consistência de purê. A carne, na quantidade de 50 a 70 g/dia (para duas papas), deve ser picada, cozida e amassada com as mãos ou desfiada e misturar a outros alimentos, como batata, aipim ou arroz.

 

A consistência dos alimentos deve ser progressivamente elevada, respeitando-se o desenvolvimento da criança e evitando-se, dessa forma, a administração de alimentos muito diluídos (com baixa densidade energética) para propiciar a oferta calórica adequada. Além disso, as crianças que não recebem alimentos em pedaços até os 10 meses apresentam, posteriormente, maior dificuldade de aceitação de alimentos sólidos, se tornam aquelas crianças, e as vezes até adultos, seletivos.

 

O leite de vaca, por várias razões, entre as quais o fato de ser pobre em ferro e zinco, não deverá ser introduzido antes dos 12 meses de vida. É um dos grandes responsáveis pela alta incidência de anemia ferropriva em menores de 2 anos no Brasil.

 

É importante oferecer água a partir da introdução da alimentação complementar porque os alimentos dados ao lactente apresentam maior quantidade de proteínas e sais, o que causa sobrecarga  para os rins, que deve ser compensada pela maior oferta de água.

 

Deve-se evitar alimentos industrializados pré-prontos, refrigerantes, café, chás e embutidos, entre outros. A oferta de água de coco (como substituta da água) também não é aconselhável por conter sódio e potássio. No primeiro ano de vida não se recomenda o uso de mel, pois pode causar botulismo.

 

Alimentacao infantil

                Fonte: Ministério da Saúde

                LD: Aleitamento materno livre demanda

Tags:,

sem comentários Comente!